O Brigadeiro-General Piloto Aviador Teodorico Dias Lopes é natural de Olhão, onde nasceu em 01 de julho de 1964.

Ingressou na Academia da Força Aérea em setembro de 1983, tendo sido licenciado em Ciências Militares Aeronáuticas na especialidade de Piloto Aviador, em abril de 1989.

De novembro de 1987 a abril de 1989 efetuou o tirocínio nos Estados Unidos da América onde fez o curso de pilotagem (Undergraduate Pilot Training - UPT) voando os aviões  T-41, T-37 e T-38.

Colocado na Base Aérea N.º1 (BA1), Sintra, entre abril de 1989 e março de 1993, desempenhou diversas funções na Esquadra 101 "Roncos", tendo sido Piloto Instrutor no avião TB-30 Epsilon.

Entre março de 1993 e junho de 1997, esteve colocado na Base Aérea Nº5 (BA5), Monte Real, onde desempenhou diversas funções na Esquadra 302 "Falcões" e na Esquadra 304 "Magníficos", tendo sido Piloto Operacional no avião A-7P Corsair.

Concluído o Curso Geral de Guerra Aérea, em junho de 1997, foi colocado na 3ª Divisão (atual Divisão de Operações) do Estado-Maior da Força Aérea (EMFA), onde desempenhou diversas funções na Repartição de Operações até junho de 2000.

No período de novembro de 1999 a abril de 2000, esteve destacado no Balkans Combined Air Operations Centre (CAOC), em Vicenza, Itália, onde desempenhou funções de Senior Operations Officer, C3 Current OPS.

Em junho de 2000 foi colocado na Base Aérea Nº11 (BA11), em Beja, tendo sido Comandante da Esquadra 103 "Caracóis", de setembro de 2000 a julho de 2003. Nesse período foi Piloto Instrutor no avião Alpha-Jet.

Em novembro de 1998 efetuou um curso de TACEVAL (OPS Squadron Evaluator), na NATO School, e após a primeira avaliação tática tornou-se FORCEVAL team member. Desde então e durante alguns anos participou na preparação e avaliação de meios aéreos atribuídos à NATO, incluindo os F-16 da Força Aérea Portuguesa.

De agosto de 2003 a julho de 2006 esteve colocado no NAEW Force Command, colocalizado com o Supreme Headquarters Allied Powers Europe (SHAPE), em Mons, na Bélgica. Nesse período desempenhou funções de Inspections Staff Officcer no Plans & Performance Branch e ainda de Operations Tactical Evaluator, tendo participado na preparação e avaliação dos meios aéreos da NATO (aviões E-3A) bem como dos meios aéreos ingleses atribuídos à NATO (aviões E-3D).

Após regressar a Portugal, esteve colocado na Divisão de Operações do EMFA, até abril de 2008. Nesse período desempenhou as funções de Chefe da Repartição de Planeamento e Doutrina e requalificou-se como Piloto Instrutor no avião Alpha-Jet.

De julho de 2007 a abril de 2008 foi o Diretor Técnico do Projeto 10, na Escola Militar de Formação Aeronáutica, no Lobito, em Angola, tendo-se qualificado como Piloto Instrutor no avião Z-142C Zlin.

De abril a novembro de 2008 esteve colocado na Academia da Força Aérea, Sintra, como Comandante do Grupo de Alunos. Nesse período exerceu também funções no Centro de Atividades Aéreas da AFA, tendo-se qualificado como Piloto Instrutor no avião MK-20 Chipmunk.

Após ter sido promovido a Coronel, foi colocado no Comando Operacional da Força Aérea (atual Comando Aéreo), Lisboa, tendo desempenhado as funções de Chefe do Estado-Maior (CEM), de novembro de 2008 a junho de 2011.

De junho de 2011 a junho de 2012, novamente em Angola e no desempenho de funções de Cooperação Técnico-Militar, foi Diretor Técnico do Projeto 10 onde prestou assessoria ao Comando e Estado-Maior da Força Aérea Nacional de Angola, em Luanda.

Após regresso a Portugal, assumiu funções de Diretor do Curso de Promoção a Oficial Superior da Força Aérea, no Instituto de Estudos Superiores Militares, Lisboa, até 20 de setembro de 2013, tendo-se requalificado ainda como Piloto Instrutor no avião Chipmunk. 

A 18 de outubro de 2013 assumiu o Comando da BA11, em Beja, onde permaneceu até ser nominado pelo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea para a frequência do curso de Promoção a Oficial General (CPOG), em novembro de 2015.

Após terminar o CPOG foi colocado no EMFA como Chefe da Divisão de Planeamento até setembro de 2017. 

De 07 outubro de 2017 a 19 maio de 2019, desempenhou o cargo de Air Operations Director no CAOC Torrejon, em Madrid, Espanha, tendo sido promovido ao atual posto em 27 dezembro de 2017.

O BGEN Lopes é, desde 20 maio de 2019, o Subchefe do Estado-Maior da Força Aérea, interino, bem como o Chefe do Gabinete da Autoridade Aeronáutica Nacional.

Como Piloto Aviador, o BGEN Lopes, desde setembro de 1983 até maio de 2019, efetuou mais de 2500 horas de voo, em diversos tipos de aeronaves.

Da sua folha de serviço constam vários louvores e condecorações, das quais se destacam, a medalha de grau prata de serviços distintos, as medalhas de mérito militar de 1ª e de 2ª classe, a medalha de mérito aeronáutico, a medalha de ouro de comportamento exemplar, a medalha comemorativa de duas comissões de serviço especiais e a medalha NATO.

O Brigadeiro-General Teodorico Lopes é casado com Cristina Maria e tem dois filhos, a Maria Margarida e o João Eduardo.