UAVision OGASSA OGS 42N/VN

O OGS 42, na sua configuração de aterragem e descolagem convencional (N) e configuração de aterragem e descolagem vertical (VN), é o veículo aéreo não tripulado (VANT) que em conjunto com as estações de controlo remoto (ECR) e o segmento de links (antenas e respetivas ligações) formam o primeiro sistema aéreo não tripulado ao serviço da Força Aérea.

A aeronave insere-se na classe Ic (mais de 15kg e menos de 150Kg) e para além do sensor eletro-ótico está equipada com um sensor AIS (Automated Identification System) para identificação de meios navais de superfície.

Com uma autonomia próxima das 6 horas na sua configuração VTOL (Vertical Take-Off and Land) chega às 9 horas na sua configuração convencional.

A aeronave pode descolar e aterrar de forma manual ou automática e é operada a partir das ECR fixas nas várias bases constituídas para o efeito ou a partir de uma estação móvel projetável de forma autónoma. Esta estação compreende um conjunto próprio de antenas que possibilita a expansão do raio de ação de plataforma ou a operação a partir de um local não preparado num curto espaço de tempo.