Subchefe do Estado-Maior da Força Aérea

Brasão

Escudo -  gironado gironante de dezasseis peças de ouro e azul .
Divisa -  num  listel   de  branco,   sotoposto  ao  escudo,  em  letras  de  estilo  elzevir,  maiúsculas,  de  negro:  
  «« ENTENDER OS INIMIGOS E ENGANÁ-LOS »».
Elmo -  de prata, com grades e guarnições de ouro, tauxiado e forrado de vermelho, a três quartos para a dextra.
Correias -  de vermelho, afiveladas e perfiladas a ouro.
Paquife -  de prata, azul e púrpura.
Virol -  de púrpura e azul
Timbre -  braço de guerreiro empunhando um bastão de Comando, tudo de prata.

Simbologia

O Gironado Gironante -  significa que o equilíbrio e a força, a razão e a vontade e a ciência e o conselho se unem  num movimento sem fim em torno do eixo da vida na entidade representada ESTADO MAIOR DA FORÇA AÉREA.
As Dezasseis Peças -  são alusão às quatro Divisões do Estado- Maior, vezes o 4 do quaternário, símbolo da Lei.
O Braço de Guerreiro empunhando um Bastão de Comando -  simboliza a chefia, e orientação.
A Divisa -  «« ENTENDER OS INIMIGOS E ENGANÁ-LOS »» exprime  uma  das finalidades das funções do Estado-Maior.
O azul -  representa o ar e o espaço, simboliza a lealdade e o zelo.
O ouro -  significa a nobreza, a força e a sabedoria..
A prata -  significa a riqueza e a humildade.
A púrpura – significa a autoridade e a dignidade.