Primeira Coronel do Quadro Especial Técnico

A Coronel Lídia Santana é a primeira mulher dos Quadros Especiais de Técnicos da Força Aérea a ser promovida ao posto de Coronel.

Da especialidade de Técnico de Operações de Meteorologia (TOMET), a Coronel Lídia Santana ingressou na Força Aérea em 24 de fevereiro de 1992 para o Curso de Formação de Oficiais, em regime de contrato, para a especialidade de Técnico de Manutenção de Material Aéreo.

Entre 1995 e 1998 frequentou o Curso de Bacharelato em Tecnologias Militares e Aeronáuticas, que lhe permitiu o ingresso no quadro especial TOMET.

A Coronel Lídia Santana prestou serviço em diversas Unidades da Força Aérea, entre elas Base Aérea N.º 4, nas Lajes, Base Aérea N.º 5, em Monte Real, Base Aérea N.º 6, em Montijo, Comando Aéreo, em Monsanto, Divisão de Planeamento do Estado-Maior da Força Aérea, em Alfragide, e na Academia da Força Aérea, em Sintra, onde está atualmente colocada.

Em termos de funções foi Chefe da Secção de Instrução do Grupo de Material, previsora meteorológica, Chefe do Centro de Meteorologia, Chefe do Sector de Análise e Previsão do Tempo, Oficial Adjunto do Comandante, Chefe do Gabinete de Ação Social, Chefe do Gabinete de Estudos, Chefe do Centro de Informação Meteorológica da Força Aérea, Chefe da Repartição de Análise e Gestão de Programas e Chefe da Repartição de Educação Física e Desportos.

Atualmente é Chefe do Gabinete de Avaliação e Qualidade da Academia da Força Aérea, cargo que ocupa desde dezembro de 2022.