Gabinete do Chefe do Estado-Maior da Força Aérea

Brasão

Escudo - De azul, uma águia estendida de ouro, sancada, armada, bicada e lampassada de vermelho.
Divisa - Num listel de branco, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas, de negro:««EX MERO MOTU»».
Coronel Aeronáutico - É de ouro, constituído por um aro liso com virolas nos bordos superior e inferior, encimado por oito pontas, das quais cinco aparentes. As pontas centrais e as laterais são encimadas por duas asas de águia estendidas. As pontas intermédias são encimadas por cruzes de Cristo.

 

Simbologia

A Águia - simboliza o voo e o poder e está sancada, armada, bicada e lampassada de vermelho para a caracterizar como guerreira.
A Divisa - ««EX MERO MOTU»» traduz o direito de afirmação própria da Força Aérea e o mérito  que a tem distinguido.
Coronel Aeronáutico - é sinal distintivo privativo da Força Aérea que com ele caracteriza todas as suas Unidades e Órgãos.
O azul - representa o  ar e o espaço, simboliza a lealdade e o zelo.
O ouro - simboliza a nobreza e a força.
O vermelho - representa a energia criadora e simboliza o ardor bélico.

Brasão completo

Escudo - de azul, uma águia estendida de ouro, sancada, armada, bicada e lampassada de vermelho. 
Suportes - à dextra, sobre um meio terrado ervado de verde, um leão de vermelho, lampassado e armado de ouro, sustentando o estandarte do Estado-Maior General das Forças Armadas; à sinistra, sobre um meio ondado de verde perfilado de prata, um golfinho de negro, sustentando o estandarte da Força Aérea. 
Virol - de azul e ouro.
Timbre - coto de asa de águia de ouro carregado com a Cruz de Cristo, de vermelho.
Divisa - num listel de branco, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas, de negro: «EX MERO MOTU».

 

Simbologia

A Águia - simboliza o voo e o poder e está sancada, armada, bicada e lampassada de vermelho para a caracterizar como guerreira.
A Divisa - ««EX MERO MOTU»» traduz o direito de afirmação própria da Força Aérea e o mérito  que a tem distinguido.

Coronel Aeronáutico - é sinal distintivo privativo da Força Aérea que com ele caracteriza todas as suas Unidades e Órgãos.
O azul - representa o  ar e o espaço, simboliza a lealdade e o zelo.
O ouro - simboliza a nobreza e a força.
O vermelho - representa a energia criadora e simboliza o ardor bélico.

Emblema

Escudo - conforme o descrito no n.º3 do artigo 21º da Portaria 309/85, de 25 de Maio, mas sem timbre. Brasão ordenado conforme a descrição contida no artigo 11º da Mesma Portaria.
Divisa - num listel de branco, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas, de  negro:««EX MERO MOTU»».

 

Simbologia

A Águia - simboliza o voo e o poder e está sancada, armada, bicada e lampassada de vermelho para a caracterizar como guerreira. 
A Divisa - ««EX MERO MOTU»» traduz o direito de afirmação própria da Força Aérea e o mérito  que a tem distinguido.
Coronel Aeronáutico - é sinal distintivo privativo da Força Aérea que com ele caracteriza todas as suas Unidades e Órgãos.
O azul - representa o  ar e o espaço, simboliza a lealdade e o zelo.
O ouro - simboliza a nobreza e a força.
O vermelho - representa a energia criadora e simboliza o ardor bélico.

Estandarte

É quadrada e mede um metro de lado. É de azul com uma águia estendida de ouro, armada, sancada, bicada e lampassada de vermelho.
O estandarte está debruado por um cordão de azul e ouro.
Os cordões fixam o estandarte à haste por meio de laçada com pontas terminadas em borla de azul e ouro.
O estandarte tem franja de azul e ouro.